G1 Região dos Lagos




É sempre melhor prevenir do que remediar. Aprenda a evitar problemas na obra! Nossa casa é o nosso refúgio. É o lugar onde gostamos mais de estar e nos sentimos mais seguros. Por isso, durante o projeto e a construção precisamos estar atentos às medidas de segurança da obra. Essas medidas ultrapassam aquelas necessárias para a segurança dos trabalhadores, que por sinal, também são muito importantes e necessárias.
A sua construção precisa seguir padrões, regras e indicações de qualidade que garantam que a casa, desde sua estrutura até o acabamento seja segura e apta a receber pessoas. E isso começa antes mesmo da obra sair do papel. O primeiro passo é ter um arquiteto idealizador da construção. É ele quem vai cuidar para que:
A fundação da casa suporte o tamanho da construção pretendida;
A quantidade de concreto adequada seja produzida para evitar falta de resistência;
Não tenha patologias na edificação;
A construção tenha uma durabilidade maior.
Tudo isso vai ajudar a garantir um resultado de qualidade na sua casa. E para alcançar esses e outros resultados satisfatórios, separamos 4 medidas de segurança durante a construção para você seguir.
1. Tenha cuidado com o subsolo e a execução das contenções
A falta de estudo do subsolo do terreno da casa antes de começar o projeto pode gerar muitos problemas. Por isso, não abra mão de fazer a inspeção e manutenção da edificação com um olhar atento aos possíveis problemas de infiltração no solo.
2. Evite fissuras usando material indicado para a edificação
Fissura na parede
Vilarejo/Divulgação
A presença de fissuras não necessariamente indica um problema na estrutura do imóvel. Mas a presença delas pode indicar uma possível evolução para trincas no edifício, que são aberturas maiores que 0,5mm e menores de 1,0 mm. Elas podem ocorrer em pilares, paredes vigas e lajes e são muito perigosas. Suas causas podem ir desde um erro durante o processo de concretagem até deformações na estrutura.
3.Pense em formas de evitar mofo e umidade
Mofo e umidade na parede
Vilarejo/Divulgação
Mau cheiro, infiltração e danificação do ambiente. Essas são algumas das ações desagradáveis causadas pelo mofo e umidade. Além disso, os mofos e bolores causam muito desconforto visual, prejudicando a estética do ambiente. Eles também são fatores prejudiciais para a saúde, principalmente para pessoas que já apresentam problemas respiratórios.
Esses problemas podem ser evitados na construção, quando seguimos algumas recomendações, como por exemplo:
Evitar construir em locais sem a entrada de luz;
Construir cômodos com boa passagem de ar ou janelas arejadas;
Usar seladores e materiais antifungos antes da tinta e dos revestimentos.
4. Siga a recomendação do fabricante na instalação dos revestimentos
A falha no assentamento dos revestimentos como azulejos, placas, pisos e porcelanatos pode gerar o deslocamento dos materiais. Eles podem começar a dar ar na parte interior e descolar pouco a pouco, gerando muito desconforto em casa.
Outro erro comum é usar uma argamassa de baixa qualidade, o que causa os mesmos deslocamentos dos revestimentos no futuro. Então uma forma de evitar este problema é lendo as instruções do fabricante e contratando pessoas que sabem fazer esse serviço de verdade.
Gostou das dicas? Compartilhe com mais alguém e comente aqui o que achou!



Feed